FANDOM


Et'Ada, também chamados de "Espíritos Originais", são as coisas percebidas e reverenciadas pelos mortais como deuses ou espíritos. Para os humanos, estes et'Ada são os deuses e demônios. Para os Aldmer, o Aedra (tradução de Aldmeri para "nossos ancestrais") e Daedra (tradução de Aldmeri para "não são nossos ancestrais").[1] O Aedra e Daedra vieram a existir uma vez que Lorkhan convenceu/enganou os Espíritos Originais (et'Ada) para criar Mundus.[2] Os Daedra são os espíritos descendentes de et'Ada que partiram durante a criação do Mundus para reter seu poder. Os Aedra são os espíritos descendentes dos et'Ada que permaneceram durante a criação de Mundus, dando assim uma quantidade significativa de seu poder.

Origens

Artigo principal: Aedra

As origens dos et'Ada são objetos de muitos mitos e discussões, muitas vezes conflitantes. Mas na maioria dos casos, existem muitas semelhanças. Também é importante notar que a história em si é principalmente escrita com base em opiniões piedosas. Enquanto alguém pode definir seu passado como heroico e divino, outro pode retratar uma imagem sinistra muito mais sombria.

A maioria dos mitos começa com uma força; Anu (Satak, a Primeira Serpente). Dele veio outra força; Padomay/Sithis (Akel, o Estômago com Fome). Alguns mitos começam com ambos e os chamam de gêmeos.[3] Sua interação criou muitos outros espíritos, os Espíritos Originais. Eles não tinham identidade e era difícil para eles criarem um. Então veio Akatosh/Auri-El (Ruptga, Papa Alto), e com ele veio o tempo. Com o tempo, os Espíritos Originais começaram a entender suas naturezas e limitações. O mito da criação dos Redguards não mencionam o tempo, Ruptga apenas ajudou os outros espíritos a encontrar seu caminho.

Um dos Espíritos Originais foi Shezarr/Lorkhan (Sep, a Segunda Serpente). Ele enganou outros espíritos para ajudá-lo a criar um novo mundo; Mundus. Aqueles espíritos perderam sua juventude e força, e se tornaram o Aedra.[2]

Teorias

De acordo com o livro Sithis, Anu não é uma divindade de qualquer tipo, mas sim uma força estática sem consciência, personalidade, intenção ou vontade, sendo luz estática imutável. Algo não pode ser criado sem mudar o criador, e Anu é estático e não muda.[4]

É Sithis, de acordo com este livro, que criou todas as coisas. Sithis separou o Anu para criar novas ideias. Infelizmente, algumas dessas idéias se manifestaram e desejavam ser tão eternas quanto Anu.[4]

Isto criou Aetherius e Aedra. Sithis então criou Lorkhan para destruir estas falsas criações.

Curiosidades

  • Os et'Ada são os Espíritos Originais que participaram da criação de Mundus - que são todos Aedra - e os Daedra que zombam daqueles Aedra e usam mortais apaixonados e ambiciosos para seu entretenimento. Basicamente, todos os Espíritos Originais estavam envolvidos com Mundus.

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.