Malag Bal é o Daedric Prince da dominação e escravização dos mortais, e é conhecido como o Deus dos Esquemas. Ele também é conhecido pelos títulos de Príncipe Esquematizador, Coletor de Almas e o Father of Coldharbour. Molag Bal é o criador do vampirismo e Xivkyn.

Seu desejo é coletar e consumir as almas dos mortais semeando a discórdia e o conflito nos reinos mortais, e fundir Nirn com seu próprio reino de Coldharbour. Ele tem grande importância em Morrowind, onde ele é um dos Four Corners of the House of Troubles, e é arqui-inimigo de Boethiah; Daedric Prince das Tramas.

Aparência e personalidade

Quotebg.png
"Sua bijuteria Aedrica não pode me vencer, Eu sou Molag Bal, Senhor da Dominação!"
―Molag Bal

Molag Bal se assemelha a uma grande, híbrido de réptil e boi, e normalmente a parece adornado com chifres, presas, garras e uma longa cauda. Essa aparência escamosa condiz muito com seu comportamento: esse Daedric Prince sinuoso é o mestre da corrupção, e todo o seu reino de Porto-Frio, consiste apenas de morte e destruição.

Plano de Oblivion

O plano de Oblivion de Molag Bal, Porto-Frio.

Quotebg.png
"Isso mesmo, um altar. Homens vinham e sacrificavam os miseráveis em meu nome. Os fracos serão castigados pelos fortes."
―Molag Bal

O plano de Oblivion de Molag Bal é o Porto-Frio. O livro As Portas de Oblivion diz que seu plano é uma versão alternativa de Nirn, possuindo até mesmo o Palácio Imperial, só que desolado e em ruínas. O céu está em chamas, o chão sedimentado e o ar é congelante.

Porto-Frio é apresentado em The Elder Scrolls Online, sendo o ponto de partida de todos os jogadores.

História e lenda

Morrowind

Ele é o principal obstáculo para os Dunmer (e consequentemente os Chimer). Nas lendas, Molag Bal sempre tenta perturbar as linhagens das Great Houses ou então arruinar a "pureza" Dunmeri. Ele é conhecido como o Rei do Estupro e é dito ser o pai (assim como Vivec, ao qual ele seduziu) de uma população de mutantes degenerados que vivem na região de Molag Amur em Morrowind. Essa raça é dita, em Morrowind, serem os primeiros vampiros; uma corrupção da ligação de Vivec com o Heart of Lorkhan transmitida aos mortais. Mas, essa história é apenas contada em Morrowind; mas a origem dos vampiros na verdade possui uma ligação direta com Lamae Beolfag.

É possível que ele tenha ajudado Jagar Tharn em sua temporária ascendência ao trono. Ele também é responsável pela destruição de uma cidade, Gilverdale, ao final da Primeira Era.

Primeira Era

Em 1E 2920, Molag Bal, conjurado pelo Rei Dro'Zel de Senchal, destruiu a cidade de Gilverdale. Todos os habitantes foram mortos em uma névoa vermelha reluzente. Esse massacre Daedric forçou Sotha Sil à fazer uma jornada até Porto-Frio, tendo que lidar com alguns dos mais proeminentes Daedric Prince para evitar o que aconteceu em Gilverdale, acontecesse em outras cidades de Tamriel, já que Morrowind estava em guerra contra Cyrodiil.

Interregnum

Molag Bal aparece como principal antagonista em Elder Scrolls Online, aproveitando a vantagem da guerra e destruição em Tamriel e tentando fundir Nirn e Porto-Frio; usando máquinas Daedrica chamadas Ancoras Negras, em um evento conhecido como Mescla-Plano.

Batalha de Coldharbour

Aquele Sem Alma, também conhecido como Vestígio, junto com Vanus Galerion, o Grêmio dos Lutadores e o Grêmio dos Magos; iniciam um ataque a Porto-Frio para confrontar Molag Bal e por fim a sua traição. Uma cidade controlada por Meridia foi levada até Porto-Frio por Molag Bal, mas já que ali ele não tinha poder, o Vestígio e a força de ataque foram capazes de usar a cidade como um esconderijo seguro enquanto estavam em Porto-Frio, e salvar muitos mortais que estavam "presos" em Porto-Frio. Com a ajuda do rei Ayleid Laloriaran Dynar, Vanus Galerion o fundador Aldmeri do Grêmio dos Magos, forçaram a entrada na cidadela de Porto-Frio até o covil de Molag Bal. Depois o Porteiro se revolou ser o Daedric Prince Meridia, ajudando o Vestígio e os Cincos Companheiros atravessaram um portal até uma área sob total controle das forças de Molag Bal. Meridia e Molag Bal se encontraram cara-a-cara e começaram a se enfrentar, permitindo que o Vestígio destruísse a Ancora Negra. Ao confrontar Molag Bal, o Vestígio usou o Amulet of King no Daedric Prince, antes que ele o matasse. Os dois começaram a batalhar, ambos equivalentes em poder e divindade, mas por fim; Molag Bal caiu em combate pela primeira vez, permitindo que todas Almas Secas escrevizadas por Molag Bal, pudessem voltar para Nirn.

Quests

Molag Bal (em Daggerfall).

Herói de Daggerfall

O Herói de Daggerfall recebeu a Clava de Molag Bal em troca de eliminar um mago ou padre herege.

Herói de Kvatch

Molag Bal tem que ser invocado pelo Herói. Ele queria que o Campeão corrompesse Melus Petilius, forçando-o a matar com a Clava Amaldiçoada. O Campeão foi capaz de enfurece-lo a ponto dele pegar a Clava Amaldiçoada e utilizada para mata-lo. Pouco antes do golpe final, Molag Bal teletransportou o Campeão de volta para seu altar, e concedendo à ele a Clava de Molag Bal. A mesma arma que fora dada ao Herói de Daggerfall, décadas atrás.

Dovahkiin

Durante a Quarta Era, o jogador deve ajudar um Vigilânte de Stendarr chamado Tyranus, a investigar atividade suspeitas numa casa abandonada em Markath. Ao entrar na casa, Molag Bal força ambos a lutarem até a morte, resultando na morte de Tyranus. Quando o jogador fala com o Daedric Prince, ele promete sua Clava como recompensa se trouxer Logrolf o Determinado; um sacerdote de Boethiah para a casa abandonada e força-lo a implorar por sua vida, entregando sua alma para Molag Bal. O jogador mata Logrolf e é recompensado com a Clava de Molag Bal.

Vampirismo

Criador e divindade patrona

A doutrina do Templo Dunmeri, Vampires of Vvardenfell, vol. 2; dita que o Daedric Prince Molag Bal é o pai dos vampiros. É registrado em seu "Private Papers of Galur Rithari, Buoyant Armiger". De alguma forma, o Dunmeri Temple mantém isso em segredo do mundo, por nenhuma razão aparente.

Outro documento mencionando Molag Bal como o pai dos vampiros é "Opusculus Lamae Bal ta Mezzamortie". O livro conta uma história de Molag Bal, e seu ódio para com Arkay, profanando o corpo de uma virgem Nede, Lamae Beolfag. Lamae, agora conhecida como Lamae Bal, é a Matriarca de Sangue e a primeira Vampiro.

Vampiros de sangue puro, são aqueles transformados diretamente por Molag Bal, o criador e patrono do vampirismo. Esse processo é muito similar que o utilizado para criar a primeira vampira, Lamae Beolfag; os mortais conseguem tronassem vampiros através de um ritual, onde são oferecidos membros femininos a Molag Bal. As mulheres que sobreviverem a essa agonia, assim como Serana e sua mãe Valérica, são nomeadas "Filhas de Porto-Frio".

Galur Rithari, um dos Buoyant Armiger, foi curado de vampirismo por Molag Bal.

Evolução

Os vampiros de Vvardenfell e Iliac Bay são facilmente reconhecidos pelas pessoas, mas isso não é igual para vampiros de Cyrodiil; isso é óbviamente um outra espécie. Os vampiros de Cyrodiil possuem três estágios de infecção, dependendo de quando foi sua última refeição. Quando bem alimentados eles são indistinguíveis de pessoas normais e podem até andar em plena luz do dia. Mas, quando vampiros de Cyrodiil estam famintos, todos os sinais de vampirismo não podem ser escondidos. Isso é algo único para vampiros Cyrodiilicos, de acordo com Manifesto Cyrodiil Vampyrum, isso foi um presente de Clavicus Vile. Por isso, vampiros de Cyrodiil veneram Molag Bal e Clavicus Vile.

Curiosidades

  • De acordo com Escuridão mais Escura, as criaturas que se assemelham com crocodilos chamados Daedroth, são servos de Molag Bal.
  • Em Dawnguard, é dito que vampiras de sangue puro devem "oferecer seus corpos" à Molag Bal. Serana afirma que aquelas que sobrevivem tornam-se Filhas de Porto-Frio, indicando que o ritual é traumático. Se questionada, Serana se recusará a falar, dizendo apenas que era "degradante", indicando que ele estupre suas servas.
  • A inspiração para o nome Molag Bal parece ter vindo das divindades canaanitas Moloch e Ba'al.
  • O nome de Molag Bal siginfica Fogo (Molag) e Pedra (Bal), de acordo com idiomas Aldmeri e Dunmeri. Meridia se refere a ele como Pedra de Fogo.
  • Em Oblivion, Mankar Camoran afirma incorretamente que "Porto-Frio" é o reino de Meridia.

Aparições

Galeria

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.